| Mapa do Site |

Tamanho do Texto: Grande / Normal / Pequeno |

 
             
  Home Sobre nós   Segmentos   Produtos & Serviços   Novidades   Contato
 

Novo e-mail - vendas.eurotherm.br@schneider-electric.com

Telefone - +55 19 3112-5333

Você está aqui >> Home >> Segmentos >> Vidro >> Soluções>> Fibra de Vidro

Segmentos

Vidro

Soluções

Fibra de Vidro

Fibra de Vidro e Controle de Bucha

 
Fabricantes de fibra de vidro requerem um alto nível de precisão e confiabilidade para atingir uma qualidade consistente na produção de fibra.
 

Controle de Bucha

 

A aplicação para controle de temperatura de bucha da Eurotherm foi especialmente criada para controlar as mudanças no ciclo da fabricação da fibra de vidro e para proporcionar:

 

  • Aumento de eficiência

  • Melhorar o tempo de recuperação

  • Aumento de disponibilidade e produtividade

  • Depressão e rampa de Setpoint – permitindo o controle do perfil de temperatura durante o ciclo de produção

  • Proteção de ‘bucha fria’ – previne o choque térmico às buchas caso haja uma falha operacional ou mecânica

  • Melhor que 1°C de resolução

  • Operação com um ou dois termopares – implementação eficiente em sistemas de controle complexo que solicitam start-up programado de sensibilidade ao calor à condição de stand-by

A aplicação do controle de bucha oferece uma resolução menor do que a 1°C e pode ser operada com um ou dois termopares, tornando sua implementação altamente eficiente em sistemas de controle complexos que solicitam start-up programado de sensibilidade ao calor à condição de stand-by.

 
Depressão de Rampa do Setpoint

 

O alvo principal do modulo de controle é controlar a temperatura de bucha sob a ação do PID, e enquanto faz isso, garante que a bucha física não será submetida a mudanças severas de temperatura que podem danificar a bucha.

Durante o modo normal de execução, quando se enrola a fibra de vidro a um tambor, a temperatura alvo da bucha é inserida pelo operador. Este valor nunca é mudado pela estratégia de controle e é chamado de setpoint de nominal. O motor automaticamente reduz sua velocidade em uma rampa para compensar o aumento do diâmetro do tambor.

Quando a bucha está pronta para a produção, mas a velocidade do motor variável não está enrolando a fibra de vidro em suas bobinas de armazenamento, uma depressão do setpoint, também inserida pelo operador, é usada como estratégia para reduzir o setpoint de controle. A bucha é no fundo o modo com uma quantidade limitada de fibra de vidro é produzida.

Depois de trocar o tambor para enrolar, o operador pode iniciar a recuperação de depressão do setpoint. O controle do setpoint é elevado á uma velocidade configurável, do setpoint baixo para o valor local de setpoint. A bucha é re-aquecida à temperatura normal de operação e está pronta para produzir outro tambor de fibra.

Quando re-iniciado depois de uma falha de energia na fonte de força do aquecedor de bucha (bucha ‘fria’) o controle insere um modo de setpoint de recuperação de falha onde o setpoint de controle é mantido próximo à variável do processo que está em execução, que é então é elevada por rampa ao seu devido valor. Esta ação evita a geração de grandes erros de controle.

 

Limitação da Saída

 

Quando a bucha está ‘fria’, o módulo de controle limita a saída do controlador à um valor selecionado de uma curva de break point. Um limite alto é gerado com base no valor atual da variável de processo. A região em operação é representada pela região escura do gráfico.

 
 

©2008 Eurotherm | Informação Legal & Política de Privacidade | Powered by Eurotherm™ Brazil